Episódio #21 – Soluções privadas para problemas públicos nos transportes

Descrição:

Episódio 21 – Soluções privadas para problemas públicos nos transportes

Temas abordados:

  • O problema da Mobilidade nas Grandes Capitais do Mundo
  • Iniciativas privadas, inovações e burocracia
  • O problema dos carros elétricos
  • Caminhos e soluções para a mobilidade urbana
  • Perspectiva para melhora no trânsito das grandes cidades

 

Conteúdo

Soluções privadas para problemas públicos nos transportes

 

O problema da Mobilidade nas Grandes Capitais do Mundo

 

“O mundo evoluiu e o trânsito de São Paulo, de Paris e de todas as grandes capitais é pior do que antes.” É assim que Sergio Alberich coloca em discussão o grande problema de mobilidade que afeta as grandes capitais do mundo.

É evidente que nas grandes capitais brasileiras a mobilidade urbana é um problema. Trânsito, metrô, trens e ônibus lotados fazem parte do cotidiano do brasileiro que vive nas grandes capitais. Mas será que os mesmos problemas não são encontrados nas outras grandes capitais do mundo, muitas vezes vistas como “exemplo de mobilidade”?

“A principal conta deficitária de todas as grandes capitais do mundo é relacionada ao Transporte” – comenta Sergio. Grandes exemplos de avanços tecnológicos relacionados à mobilidade partiram da iniciativa privada e, posteriormente, sofreram intervenção do Estado.

“O transporte metroviário em Boston (MA) foi uma iniciativa do setor privado e remonta a meados do século XIX. Posteriormente, a Corte Geral de Massachussetts passou a regular tarifas e reduzir a competição no setor. Já o transporte metroviário de Buenos Aires, também iniciado em meados do século XIX, nasceu de uma parceria entre a província de Buenos Aires e empresas privadas inglesas e argentinas.”

 

Iniciativas privadas e inovações

 

As iniciativas privadas, atreladas aos avanços tecnológicos, possibilitaram o compartilhamento de informações e trouxeram uma série de inovações para o setor de transportes.

Serviços de transporte e tecnologia como a Uber e os patines elétricos possibilitaram a “integração de modais“, fazendo com que a pessoa deixe de ser refém apenas do carro, por exemplo. Ou seja, qual é a melhor combinação possível de modais para ir do ponto A até o ponto B?

 

Os problemas dos carros elétricos

 

  • capacidade de produção insuficiente;
  • baixa capacidade de abastacimento (filas para abastecer);
  • pouca autonomia;
  • é uma “solução” para a classe A;
  • empresas produtoras são dependentes de subsídio estatal;
  • não são frutos da livre iniciativa;
  • as empresas automobilíticas são obrigadas a incluir carros elétricos na sua frota para reduzir o custo por galão imposto pelo governo;
  • bateria de difícil descarte.

 

Caminho e soluções para a mobilidade urbana

 

 

Perspectivas para melhora do trânsito nas grandes cidades

 

Do ponto de vista do entrevistado, as perspectivas são boas:

Empresas relacionadas a transporte urbano surgindo fora de um ambiente regulatório (brecha regulatória);

Pessoas buscando modais alternativos, como os patinetes, por exemplo, e se organizando de maneira mais flexível, de acordo com seus horários (herança do lockdown);

Softwares de teleconferência (teams, zoom) acabam afetando diretamente o trânsito, pois a pessoa não tem mais a necessidade de se deslocar a todo o momento para uma reunião presencial.

 

REFERÊNCIAS:

History of the Boston Subway: The First Subway in America

El subte de Buenos Aires: pionero del Siglo XX, rezagado del Siglo XXI

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional